sábado, 6 de abril de 2013

Mais uma consulta com a sexóloga

Olá a todos!

Voltei a ver a sexóloga hoje. Expliquei pra ela alguns itens do meu dever de casa.

1 - Fazer exercícios só com os dois últimos dilatadores: tarefa cumprida. Faço só com o maior de todos, direto. E apesar de dar uma resistência logo no início depois faço tudo (entra e sai) e tiro e volto a colocar sem problema. Até gozo. Várias vezes.

2 - Comprar um pênis de borracha: não fiz. Fiquei com vergonha do sex shop. Ela disse que preciso vencer isso, inclusive. E me deu dicas. Vamos ver. Vou tentar. Sei que a prótese ajudará nos exercícios, por ser maior, mais parecida anatomicamente com um pênis de verdade.

3 - Iniciar a fisioterapia: não fiz. Porque não acho terapeuta (embora não tenha me esforçado tanto tanto a ponto de encontrar). Mas é agulha no palheiro, porque preciso ligar para profissional por profissional, explicando do que se trata para saber se atua nessa linha. Mas a médica disse que, na fase em que estou, talvez nem preciso mesmo de fisioterapia.

4 - Contar pro ficante sobre o que tenho: nada. Nem nos encontramos mais. Se houver uma próxima vez, é minha vontade sim. Acho que passou da hora de falar.

Bem, dito tudo isso, falei com ela que consegui outra coisa legal. Introduzo os dedos sem resistência e sem me sentir nervosa com isso. Ela disse que a cura realmente está muito próxima. Tomara!

Beijos a todos e me contem de vocês. Vamos nos exercitar, trocar experiências e nos curar.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Pedido atendido por amiga aqui do blog

A fisioterapeuta Livia Frulani, que também descobri graças a esse mundo da internet, atendeu a um pedido: queria que ela falasse, no blog próprio, sobre tratamento de vaginismo. E ela, muito querida, fez isso. O resultado está neste post _ http://liviafrulani.wordpress.com/about. Espero que visitem, gostem e comentem. Eu já fiz isso.

Lívia, obrigada de novo. Conte sempre mais detalhes mesmo desse tratamento que pode ajudar tantas mulheres, casais, famílias. Parabéns pelo trabalho. Grande abraço

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Chorei

Oi a todas e todos!

O título pode assustar, mas é positivo, eu acho. Eu literalmente chorei alguns minutos atrás. Ando com o choro meio preso, há meses, e isso de ter chorado então é bom. Foi um choro de felicidade também, porque consegui fazer o exercício como a sexóloga mandou (só com os dois últimos dilatadores) e com certa facilidade.

A facilidade foi tanta que, com o maior, eu consegui gozar como nunca havia conseguido na vida. Tudo bem, estimulando também o clitóris, mas foi inédito, sem desconforto.

Chorei de felicidade, por ter tido um orgasmo com algo dentro de mim. E também chorei de tristeza, por ainda não ter vivido isso com um homem, de verdade.

Essa é minha evolução desde o post anterior. Eu e o ficante até tentamos nos ver, mas houve desencontros. Desde então só silêncio. Não sei como será com ele. Comigo será a cura.

Abraços pra vcs. Quero notícias e mais informações que ajudem a mim e a outros visitantes do blog rumo à cura. Tenho certeza de ter o apoio de vcs todos, o que me deixa muito feliz.