terça-feira, 15 de outubro de 2013

Chegou o dia: eu consegui a cura!!!! (post completo)

É feliz e emocionada que  volto ao blog depois de tanto tempo. E venho com a notícia que sempre sonhei dar aqui: eu consegui a cura!  Hoje, consigo uma relação sexual completa e prazerosa!!Tudo aconteceu de uma forma totalmente imprevisível pra mim: conheci alguém que, à primeira vista, só parecia querer sexo. E era  isso  mesmo , ele próprio confessou. Mas não topei, o contato  surpreendentemente evoluiu,e dias depois voltamos a nos encontrar . Nesse encontro, fui parar no ap dele, mas sabendo que não conseguiria, por causa do vaginismo, de novo brequei. Na noite seguinte, novo encontro. E, sem saída e diante de um interesse sincero dele em entender, resolvi contar sobre a contração excessiva. Ele perguntou se poderia tentar, e eu disse que não adiantaria, mas ele primeiro introduziu um dedo. Achou mesmo muito resistente e em seguida colocou o pênis. E foi. Entrou tudo. Não acreditei e perguntei : Mas entrou mesmo? Tudo? E ele dizia que sim. Transamos aquela hora (eu não gozei, mas tava tão feliz) e horas depois. Saí pelas ruas me sentindo tão mulher, tão completa, tão plena (sempre  quis usar essa palavra aqui!). Transamos mais na noite seguinte. E nos dias seguintes... e só tem melhorado. Nos primeiros dias, senti um desconforto no assoalho pélvico, por usar os músculos da área. Agora, não sinto nada, ou melhor, sinto prazer boa parte do tempo, de vårias formas, em várias posições. Gente, a cura existe.  Na minha opinião, foi uma conjunção de fatores: exercícios com dilatadores, conversa sobre o que eu tinha, paciência, tesão, tudo junto. Foi, e tem sido bom demais. Não vejo a hora de encontrå-lo pra recomeçar tudo ou continuar... Vale a pena, gente! Façam os exercícios, se conheçam, se amem. Porque isso faz toda diferença. A gente  merece muito ser feliz, ser plena. E oferecer essa palavra plenitude a quem está conosco. Ajudemo-nos e também aos nossos homens. O desejo move tudo. Move a vida, traz felicidade quando realizado, bem realizado. Eu lutei anos contra  o vaginismo e cheguei  desacreditar da cura. Hoje sei que ela existe. E estou muito feliz. Mas ficarei mais feliz ao ouvir ou ler os relatos de vcs , que estão próximos acontecer. Beijos, queridas e querido(s).  Continuarei aqui sempre. No meu próximo post explico por quê. Amor Perfeito