sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Todos os dilatadores entraram

Oi a todos!

O título desta postagem é uma grande conquista pra mim. Consegui introduzir todos os dilatadores do meu kit, do menorzinho ao mais próximo ao tamanho real de um pênis. A minha felicidade não se deve ao fato de obter êxito rápido (fiz a pentração de um por um, e isso levou cerca de uma hora). A alegria é principalmente porque venci o medo. Comecei, continuei, persisti e consegui.

Lavei bastante os dilatadores, passei muito lubrificante KY e à medida que ia introduzindo pensava que era possível aquilo acontecer. Também criei um clima comigo mesma, de masturbação (o que pra mim não é raridade), e de imaginação.

Cheguei a pensar que os dois últimos dilatadores (são 6 ao todo) não entrariam. Mas pensava: "Eu mesma estou guiando isso aqui, sei que grau de dor sinto, posso parar a hora que quiser, mas não farei isso". E realmente consegui.

Nesses dois últimos houve um ligeiro incômodo, uma ardência, mas senti prazer na penetração. Sensação inédita e maravillhosa. Fiquei me imaginando numa relação verdadeira e como será bom quando isso acontecer. Porque vai acontecer. Vai sim.

Os exercícios continuarão. E espero que seja cada vez melhor até o ponto de a ardência sumir. Penso até em comprar um vibrador mesmo, com aquele aspecto bem real, pra aproveitar enquanto o parceiro não aparecer. A chave é a persistência, o não ao medo, à confiança em nós mesmas e no nosso corpo, na natureza divina que não faria um órgão para não exercer sua função. Que seja um cotonete (comecei assim), mas a penetração é natural e possível e deve ser comemorada.


Grande beijo a todos. Podem me cobrar, porque a cura está muito muito próxima. E quero todos e todas comigo para celebrarmos juntos as nossas conquistas, porque elas virão. Aproveito para deixar um Feliz Natal a todos (terei que me afastar da internet, daí o sumiço que podem vir a notar)!!!


(Post antigo com foto dos dilatadores: http://ameperfeito.blogspot.com/b/post-preview?token=OkMWvTsBAAA.mVD6N2Jkc5B8REguC53wbg.nsuvIFBLh6Ifn_OfBp0UTQ&postId=1232798576136143030&type=POST)

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Ele reapareceu. E preciso me curar

Ei a todos e todas.

Como expliquei a Marcelo (maridovaginista.blogspot.com.br), o meu sumiço neste espaço (e do blog dele) deveu-se à minha vida (corrida) e a problemas tecnológicos, e não com indiferença ou algo do tipo. Mas acho que vocês, meus amigos, têm todo o direito de me cobrar. E peço que me cobrem inclusive exercícios, porque não tenho feito nada pela minha cura, cura que quero (e de que preciso) tanto!

O homem com quem me relacionei recentemente e com quem tentei fazer sexo (e não consegui, obviamente) reapareceu. Não sei se já comentei aqui, mas foi o homem que mais me despertou desejo em toda a minha vida (será que exagero ao dizer isso? Provavelmente não). É, fisicamente, praticamente tudo o que quero mesmo.

Novamente, houve a tentativa de sexo, mas ele foi maravilhoso. Desta vez, inclusive, nem tentamos penetração. Sinto (ou temo) que tenha sido a última vez que estaremos juntos, porque sempre penso o quão ridículo é estar com um homem e não conseguir completar uma relação, o quanto isso é infantil. Sinto muita vergonha dele!

Realmente, tudo (tudo, tudo) o que eu queria era ter uma relação inteira, normal, plena e satisfatória para nós dois. Sinto que seria, realmente, uma outra mulher e que o relacionamento poderia ser diferente. E que, talvez, recuperasse a esperança numa vida a dois.

Peço, mais uma vez, que me cobrem. Preciso me curar. Para ser feliz (seja por quantos minutos for) com este homem ou outro. Preciso ser feliz no sexo e na vida.

Imenso abraço a todos. Espero seus comentários (e cobranças)