sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Vaginismo na mídia

É difícil dizer quantas mulheres sofrem com vaginismo, porque a maioria (eu inclusive) tem vergonha de falar sobre o assunto. Assunto tabu. A gente finge que não tem, e a grande maioria da população sequer sabe que isso existe.

Eu me lembro que há muito tempo (uns 10 anos ou mais) vi num programa de TV (seria o Fantástico?) uma chamada: "Mulher casada há três anos não consegue fazem sexo com marido" (algo do tipo). A pessoa em questão deu um depoimento (sem aparecer), e a acabou por aí. Sem explicação, sem diagnóstico, sem esclarecimento. Eu percebi que tinha o mesmo, naquele momento. Mas a dúvida (sobre cura, tratamento) continuou no ar.

Por isso quero levar à mídia essa questão. Isso precisa ser falado, precisamos tirar esse véu que nos cobre. Admito que tenho vergonha. Mas o importante não é aparecer, mas fazer o assunto subir à tona. Aliás, o poder público podia ajudar, né, fazendo pesquisas, campanhas... E você, o que acha?

Blogs de vaginísmicas

Vaginísmicas são as mulheres que sofrem com vaginismo. Óbvio! Mas entrei assim no assunto pra dizer que há vários blogs de mulheres assim. Não vou colocar links aqui, porque não consegui contato para pedir essa autorização. Mas é só jogar no Google que logo surgem algumas opções. Boa parte delas conta suas vivências. Vamos trocar experiências e ideias? Este espaço, por exemplo, pode ser um ponto de encontro. Sintam-se à vontade.

A ajuda: os dilatadores

Sabe aquela ajuda de que falei no post anterior? Não virá de "outro alguém". Vou contar com dilatadores. Quero comprar esse material, porque acho que será melhor que ter apenas cotonetes e absorventes para observar meus avanços.
Já procurei bastante, mas acho que no Brasil não há venda desse produto. O jeito, então, é recorrer aos sites estrangeiros. Achei alguns. Os links estão logo abaixo para você dar uma olhada. É uma questão de investimento, mas estou disposta a fazê-lo. Deve me custar uns R$ 250,00.
Se você soube algo a respeito de dilatadores (se é bom, se tem algum lugar que vende no Brasil e tal), entre em contato.

Os links:
http://pureromance.com/
http://www.vaginismus.com/
http://www.vaginaldilator.co.uk/where-to-buy-vaginal-dilators.html
http://www.owenmumford.com/en/range/21/amielle-comfort.html

Exercitar-se todo dia

O caminho para a cura do vaginismo é mesmo exercitar-se. Em todos os sentidos: fazer, de preferência todo dia, as técnicas de dilatação, mas também exercitar a autoestima, a cabeça mesmo. E acho que essa é a parte mais difícil...
Estou fazendo os exercícios com cotonete, com absorvente íntimo, mas o maior obstáculo é achar que não vou conseguir. Começar o processo, dar o primeiro passo não é fácil. Às vezes, fico adiando. Da última vez, consegui introduzir quase o absorvente todo. Com incômodo, mas consegui. Da próxima vez, vou contar que meus progressos foram bem maiores. E vou contar com uma "ajuda". No próximo post conto qual será!